30 dezembro, 2008

PROGRAMA PORTAS ABERTAS


Aconteceu ontem (29/12/2008), às 19:30h, , a primeira reunião do programa Escola de Portas Abertas. Na reunião, o Prof. Augusto Daniel dirimiu todas as dúvidas dos primeiros oficineiros do programa (lideranças da comunidade) sobre diversos assuntos relativos ao programa, dentre os pontos discutidos, destacaram-se:

- A divulgação do programa e o conteúdo das primeiras oficinas.

- O plano de trabalho, com suas respectivas culminâncias.

- Relatórios e registro das atividades desenvolvidas.

Essa foi a reta final para pôr em execução as oficinas, que se realizarão aos sábados e domingos, com data de início previstos para o dia 10/01/2009.


Detalhes do Programa

PROGRAMA ESTADUAL ESCOLA DE PORTAS ABERTAS
I- APRESENTAÇÃO:
O Programa Escola de Portas Abertas visa contribuir para a melhoria da qualidade de vida e exercício efetivo da cidadania da comunidade intra e extra-escolar, através de atividades de educação, lazer, cultura, esporte, educação ambiental, saúde, educação para o trabalho, direitos humanos e diversidade, ética e cidadania. O Programa Estadual Escola de Portas Abertas inspira-se e tem como parceiro o Programa do
Governo Federal Escola Aberta SECAD/MEC. O Escola de Portas Abertas propõe uma mudança de sentido na vida escolar da rede pública estadual. A escola dinamizará sua função, nos finais de semana, criando espaços para a comunidade participar de processos de socialização sociocultural, utilizando a infra-estrutura física, os recursos tecnológicos e bibliográficos existentes, mobilizando pessoal qualificado e com compromisso social, por meio dos profissionais da educação e outras áreas, voluntariado e parcerias com demais órgãos governamentais, judiciários e legislativos e com os diversos segmentos da sociedade civil, com associações de bairro, empresas, sindicatos, cooperativas e universidades, unidos em promover o sucesso escolar, inclusão social e cidadania efetiva de crianças, jovens, adultos e idosos

II-DIRETRIZES :
O governo do Estado do Pará através da Secretaria de Estado da Educação , buscando efetivar os princípios educacionais defendidos no programa de governo: Educação como Direito Universal Básico e Bem Social Público; Educação como condição de Emancipação e Cidadão como sujeito de direitos e compromisso social; Gestão cooperativa entre os entes federados e Participação Social como construção coletiva; Educação para o desenvolvimento humano sustentável e respeito às diversidades; se propõe a implementar como política pública de governo a ação prioritária de qualidade de vida em direitos sociais na dimensão educação de qualidade o “PROGRAMA ESCOLA DE PORTAS ABERTAS”.
O Programa Escola de Portas Abertas traz o sentido de um novo paradigma de fazer educação
pública na rede estadual, proporcionando uma participação cidadã substantiva da comunidade, possibilita efetivamente uma ampliação da base democrática de controle social sobre as ações da escola. Neste processo amplia-se e aprofunda-se a prática da democracia e constrói-se uma cidadania ativa. Portanto, impõe-se a urgente necessidade de colocar em ação as diretrizes do Plano Nacional de Educação, Lei nº10.172/2001, referentes ao ensino fundamental e ensino médio .
O desenvolvimento de uma pedagogia da participação cidadã, no Programa Escola de Portas Abertas, é condição para a ampliação e aprofundamento da democracia, para enraizá-la em todos os âmbitos da sociedade civil e do Estado.
O novo paradigma educacional da Escola de Portas Abertas considera os sujeitos da comunidade escolar e do bairro, como cidadãos ativos, capazes de participar de atitudes de solidariedade e práticas de cogestão, co-responsabilidade e resolução de problemas e construção de alternativas para o seu bairro, cidade, região e país.
Este Programa visa contribuir para a melhoria da qualidade de vida, através de atividades de educação, lazer, cultura, esporte, educação ambiental, saúde, educação para o trabalho, direitos humanos, ética e cidadania.
Para o sucesso desse Programa a escola ampliará sua função, criando espaços para a comunidade, fortalecendo o Conselho Escolar em uma gestão democrática participativa, utilizando a infra-estrutura física, os recursos tecnológicos e bibliográficos existentes, mobilizando o pessoal qualificado por meio dos profissionais da educação, de voluntariado e de parcerias.


mais informações click aqui portas abertas


Desejamos sucesso a todos ! e um feliz ano novo! que em 2009 possamos realizar o que sonhamos para a educação!


Prof. Eric Ulisses e Prof. Sidney Silva.

29 dezembro, 2008

APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA FORTALECER

Projeto: “A escola da rua: por uma leitura de textos e contextos como caminho para a prática de cidadania”


Do que se trata?

Trata-se de um projeto multidisciplinar de experimentação pedagógica aprovado em processo de seleção realizado pelo Programa Fortalecer, programa conjunto da universidade federal do Pará (UFPA) e a Secretaria de Estado de Educação do Pará (SEDUC-PA) que visa à integração universidade/ escola pública e à formação/ iniciação pedagógica dos estudantes daquela universidade, nela ingressantes pelo sistema de cotas. Com uma verba de aproximadamente R$ 100.000,00(cem mil reais), o projeto será implementado na Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio “Dona Helena Guilhon”, no ano de 2009.

No que consiste o Projeto?

O Projeto consiste em atividades que levarão os alunos de Ensino Médio da escola em que será executado e os alunos bolsistas da UFPA a produzirem textos nos mais variados gêneros textuais. Trata-se de atividades que envolvem a reflexão-discussão de temas atuais (oficinas e palestras com convidados e professores colaboradores), de leitura de textos e contextos (pesquisas bibliográficas e de campo) e de produção de textos em gêneros diversos (resultantes da reflexão e da experimentação por observação) com o nível adequado de contextualização. Todas essas atividades serão sempre executadas com a co-participação e a co-orientação dos alunos bolsistas da UFPA. Ao final do projeto, os textos mais bem produzidos por alunos participantes, alunos bolsistas e professores serão publicados em um livro cuja publicação está prevista no orçamento do projeto.

Qual a Equipe Executora?

O projeto“A escola da rua: por uma leitura de textos e contextos como caminho para a prática de cidadania” é coordenado pela professora. Dra. Rosa Maria de Souza Brasil (Diretora Acadêmica do Instituto de Letras e Comunicação Social da UFPA) e supervisionado pelo professor Wlademir Ferreira Filho (Professor de língua portuguesa e literatura da E.E.E.F.M. “Dona Helena Guilhon” e idealizador do projeto).
Fazem parte, ainda, da equipe executora do projeto os professores colaboradores Rosa Cristina Rodrigues Cardoso (professora de Língua Portuguesa e Literatura), Estela Maris Nunes dos Santos (professora de Estudos Amazônicos), Luiz Junior (professor de Geografia) e Eric Siqueira (professor de História), todos professores da E.E.E.F.M. “Dona Helena Guilhon”, bem como uma equipe de alunos bolsistas dos cursos de licenciatura em Letras, Geografia e História, ingressantes na UFPA pelo sistema de cotas.


Prof.Wlademir Filho.

mais informações sobre o programa fortalecer click aqui


FESTA DE NATAL





Quem acreditava que a escola pública não é capaz de realizar um trabalho interdisciplinar de qualidade teve a oportunidade de ver esse mito derrubado, ao assistir a programação natalina organizada pelos professores e técnicos da E.E.E.F.M “Dona Helena Guilhon” e apresentada pelos alunos do ensino fundamental e médio, com o apoio da direção da escola.
A idéia da programação iniciou a partir do projeto “Cantata do Natal Brasileiro”, elaborado por professores de língua portuguesa e educação artística. De autoria de membros da igreja batista do Paraná, a cantata traz uma versão brasileira para a história do nascimento de Jesus, em que os personagens são caboclos, índios, gaúchos, nordestinos..., enfim, figuras que representam toda a riqueza de nossa miscigenação. No elenco, mais de cinqüenta crianças da 5ª série mostraram seu talento, ainda adormecido pela falta de oportunidade de investimento numa montagem dessa natureza.
O objetivo do projeto era reunir professores de disciplinas afins para executar uma atividade prática que envolvesse os alunos e, principalmente, despertasse neles o gosto pela arte. Com muito esforço, determinação e a colaboração de todos isso pôde se realizar.
Constaram na programação, além da cantata que teve coordenada pelas professoras Márcia Navarro, Laudiléia(Português) e Wanessa(Artes), o quinteto musical, formado por alunos do ensino médio e ex-alunos da escola, que executou músicas natalinas; um auto de natal apresentado por alunos do ensino fundamental e médio; momento poético de natal, na qual alunas da 4ª etapa declamaram poemas de natal, um grupo de balé clássico formado por crianças da comunidade e muita música.
No decorrer da programação foram sorteados brindes (cestas básicas- com produtos doados pelos alunos, às famílias da comunidade escolar que estavam presentes e uma bicicleta aos alunos).
Não devemos esquecer, entretanto, que esse trabalho só foi possível com a colaboração de todos: direção, professores e técnicos. Portanto, agradecemos a esses colegas que se esforçaram (Vice-direção-prof.ª Diva e prof.ª Eliana; Técnicos- Humberto, Glaucilene, Gisele, Erica e Sílvia; professores de educação física: Paula, Derik e Márcio; corpo administrativo- Amália e Jaci e ao diretor, professor Edson Mota, que nos apoiou e nos deu oportunidade de mostrar o que podemos realizar quando todos se empenham em fazê-lo.
Isso tudo mostra que, quando queremos, fazemos uma escola pública de qualidade. Basta querer.
Parabéns, Helena! Valeu.


Profª Márcia Navarro.

23 dezembro, 2008

ANIVERSÁRIO DA APARECIDA TERMINA EM CONFRATERNIZAÇÃO.

"Hoje a escola Helena Guilhon acordou em festa, pois está aniversariando nesta data Maria Aparecida( Inspetora do turno da tarde), pessoa querida pelos colegas e respeitada por ser exemplar no exercício de suas funções e que completa 19 anos de trabalho.Nós, seus colegas da escola, a parabenizamos por esta data, rogando a Deus que derrame suas bênçãos sobre ela e sua família." (Prf.ª Elza Cézar)

Clique na seta para ver as fotos

JOGOS INTERNOS HELENA GUILHON


Eis que iniciam os XVII Jogos da Escola Helena Guilhon. Expectativas, preparação, organização das equipes, ansiedade, alegria. Uma mistura de sentimentos que a maioria dos alunos expressam que fica difícil de explicar como essa programação da escola os mexe tanto. As equipes formadas, uniformes prontos e aquele friozinho na barriga querendo verificar a tabela dos jogos para ver com quem irão jogar. Corre para um lado, corre para o outro, uma hora torce e outra hora joga. É uma alegria só.
O bom de tudo isso é a união e a disciplina que esse momento proporciona principalmente nas modalidades coletivas, em que a cooperação e o espírito de equipe precisam existir para se conseguir a vitória. Vitória essa nem sempre tão prazerosa quando comparada ao fato de ter participado, como se os jogos fosse um marco e eles se sentissem felizes somente pelo fato de terem participado de alguma forma, isso é bom.
Podemos perceber que todas as equipes souberam trabalhar bem a questão da derrota, do respeito às regras, da socialização. Deixando-nos com a sensação de dever cumprido e que valeu a pena a correria de uma semana de jogos, ainda mais quando recompensados por um depoimento de uma aluna em um relatório feito dos jogos internos onde comentou que:
“Os jogos estudantis são mais do que apenas competições, são também grandes oportunidades para que todos nós possamos refletir e aprender o quanto o esporte, os jogos podem nos transmitir valores, como assumir papéis e responsabilidades na sociedade. E aos professores um muito obrigada por essa grande oportunidade que nos foi dada”. Renata Freire (turma: 812)
O "muito obrigado alunos", fica de nossa parte, professores de Ed. Física (Nuno, Derick, Marcio e Ana Paula), da direção e de toda a escola por ter ocorrido tudo bem e por vocês terem nos ajudado a realizar os jogos. Abraços.
ProfªAna Paula (Ed. Física)

22 dezembro, 2008

VESTIBULAR



A aluna do 3º ano (tarde) Mariana Santos foi aprovada no processo seletivo do vestibular da UNAMA (Universidade da Amazônia) nos cursos Ciências Sociais e Letras. Mariana comemora juntamente com suas amigas: Aline e Joelma.
Ela estuda no Helena Guilhon desde a 5ª série e certamente enche de orgulho seus pais e professores! Parabéns.

COMEÇOU





A partir do dia 24/11/2008, a sala de informática da escola foi aberta ao público. Que em 2009 a comunidade escolar possa fazer deste espaço um lugar de pesquisa, construção e divulgação do conhecimento.


20 dezembro, 2008

1ª OFICINA DE FAMILIARIZAÇÃO COM O BOTOSETLINUX





Nos dias 02, 03 e 04/12/2008 realizou-se uma oficina e/ou encontro com os professores e parte do corpo técnico de nossa escola, nos turnos : manhã, tarde e noite com os objetivos de apresentar a plataforma operacional botosetlinux, discutir o potencial pedagógigo da internet assim como os efeitos negativos no caso da falta de direcionamento, além de sugestões de trabalho com sites educativos, videos do tv escola e rived.

PROGRAMAÇÃO REALIZADA

PRIMEIRO DIA 02/11/2008.

  • INTRODUÇÃO À INFORMÁTICA.

  • CONHECENDO O COMPUTADOR (PARTES, PERIFÉRICOS)

  • APRESENTANDO O BOTOSETLINUX. (KONQUEROR, WRITER, CALC)

  • POTENCIAL PEDAGÓGICO DA INTERNET.
SEGUNDO DIA 03/11/2008

  • NAVEGANDO COM MOZILA.

  • CRIANDO CONTA GMAIL.

  • CRIANDO UM BLOG.
TERCEIRO DIA 04/11/2008.
  • RECURSOS PEDAGÓGICOS, CRIAR UMA ATIVIDADE DENTRO DE SUA DISCIPLINA UTILIZANDO: SITES EDUCATIVOS, VISITAS, RIVED.

Dados da Escola

Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio do Estado do Pará, localizada em Belém, no Cj. Satélite WE 5, s/n, fone: 3248-0743, temos 2200 alunos, divididos em 3 turnos, e em média 80 professores. Email do blog: donahelenaguilhon@gmail.com / Direção: Edson Motta/ Vice-Direção: Manhã- Eliana Ferreira , Tarde/ Noite- Alice Carvalho.