26 outubro, 2010

História na língua, conservadorismo e modernidades. Atividade turma 443

"oie pessoal! stá atividade q faremos. vc's terão q  defender ou naum a utilização dessas mordenidades liguisticas.
_oie miga, td bem?
_td e contigo?
_melhor agora!
_hum q bom!
_e aí tem 9vidades?
_no momento naum..
_e túh?
 HELANA, aluna da turma 443 (Noturno)


A palavras acima foram escritas propositalmente no chamado "internetês", uma forma de escrita bastante utilizada na internet, amada pelos jovens, mas odiada por muitos catedráticos da língua portuguesa, sobre esse fenômeno gostaríamos de abrir o debate com o trecho abaixo.

Trecho de provocação do debate:
"A linguagem é um dos principais registros históricos de cada cultura,  de acordo com o PNUMA (Programa das nações unidas para  o meio ambiente) alerta para a extinção de 2.500 línguas em todo o mundo, principalmente as indígenas.  Por outro lado a língua sofre alterações de significado com o tempo." Esse movimento de mudança da língua tomou impulso com popularização dos meios tecnológicos de comunicação..."

Saiba mais sobre o "internetês" cliquando aqui
 
Pergunta: Você já confundiu as linguagens nas atividades escolares, usando o "internetês" na escola?
o que você pensa da língua portuguesa? queremos ouvir você.


fonte: www1. folhauol.com.br/folha. Com edições.
Prof. Eric.

10 comentários:

Anônimo disse...

Eu acho que a língua portuguesa teve algumas alteraçoẽs,
como a foma das pessoas escreverem falarem se espressarem etc...
Alison Oliveira 443

Anônimo disse...

Olha, algumas abreviações eu até concordo! Mas algumas coisas acho intolerável! O grande problema é que alguns usuários da Internet não sabem escrever corretamente no dia a dia! Isso sim é preocupante! Ou seja, o internetês, pra mim é válido, desde que usado exclusivamente na internet! ALUNA: HELANA TURMA:443

Anônimo disse...

a língua portuguesa é muito complexa, quando falamos corretamente somos taxados como pessoas que "se acham"quando falamos errado somos criticados por pessoas preconceituosas, nos últimos tempos a língua que falamos sofreu varias mudanças. e estamos passando pelo processo de adaptação o modo pelo qual nos expressamos pela internet é único, devemos usar de maneira correta a língua portuguesa adaptando-se ao ambiente que estamos

por HERLON E LEANDRO TURMA 443 NOTURNO

Catarina Carvalho disse...

É o que aprendemos lá no 1º ano do ensino médio. Você precisa saber adequar o portugues de acordo com o meio em que está, com quem está falando...
Eu sou a favor do internetês até certo ponto:
quando este é utilizado pra diminuir o tamanho da palavra e logo assim diminuir o tempo que voce leva pra digitá-la.
Ex.: "vc" (você); "tbm" (também); "qqr" (qualquer); "pq" (porque ou por que)
Agora tem certas pessoas que fazem o contrario, aumentando a plavra, tipo o "naum", mais comum...
Sem falar que existem varios tipos de internetes! eu já vi cada coisa...
como o "miguxes" usado na maioria das vezes pelos emos "qui falam axim dixendo qui amaum voxes"
Tem o "tiopes" onde as pessoas escrevem errado DE PROPÓSITO. "els falan tiop asin, e vose ten que q temtar entemde"
E respondendo à pergunta eu acho dificil, confundir o internetes com o que se escreve na escola. Porque o internetes é digitado. Já aconteceu comigo de digitar essas girias em trabalhos feitos no computador. "xD"
Catarina Carvalho - Turma 2002 - Turno: manhã

Anônimo disse...

KKK...eu sofri mto quando fui aprender assas linguagens do internetês! mas precisamos tomar cuidado na hora de escrevermos no papel heinn...Conheço uma garota q foi para uma entrevista de um Banco, e foi fazer uma redação, e ela escreveu tdo a base do internetês, ela disse q nem tinha percebido a burrice..KKK...foi descartada é claro

POR: HELANA OLIVEIRA CARVALHO TURMA:443 TURNO: NOITE

Anônimo disse...

Bom eu acho que, devemos ter cuidado na hora da escrita em sala de aula ,certo as vezes confundimos mesmo, mas eu só acho que um pouco de atenção é o que basta. E que isso não é motivo para que professores odeiem éssa idéia .
Eles tbm tem q entender q essa linguagem é para os jovens. rsrsrsrrsrs....

Marcos willame da silva salgado. 443 noturno .....

Anônimo disse...

A língua portuguesa vem sendo muito prejudicada hoje por causa do "internetês".
Os jovens de hoje tem muito acesso a internet e acabam se deixando levar pela lingua das salas de bate papos que prejudicam muito na hora de escrever por exemplo uma redação pois acabam misturando tudo a Língua portuguesa com a "internetês" e acabam se dando mal.
Tudo bem que você usa muito as salas de bate papo mas tem que saber que devemos tomar muito cuidado porque pode acabar nos prejudicando e até mesmo esquercemos como se escreve as palavras da maneira certa!
Aluna:Francinelma de Sousa dos Anjos TURMA:443 NOITE

Anônimo disse...

Na minha opinião a linguagem "internetês" prejudica muito a língua portuguesa,os alunos se deixam levar em redações e trabalhos escolares ,essas linguagens tem que ter a sua hora de ser utilizadas.

Aluna:Maria Rosileide Ferreira Marques Turma:433

Anônimo disse...

Bom eu nunca confundi este tipo de linguagem em lugar nenhum,até mesmo porque não sou acostumada a utilizar esse tipo de linguagem até mesmo na internet onde ela é muito utilizada,até porque muitas das vezes não entendemos nada do que está escrito e isso acaba confundindo e até mesmo atrapalhando a conversa.
CARLA SUELLEN DOS SANTOS BARBOSA

Anônimo disse...

Bom eu nunca confundi este tipo de linguagem em lugar nenhum,até mesmo porque não sou acostumada a utilizar esse tipo de linguagem até mesmo na internet onde ela é muito utilizada,até porque muitas das vezes não entendemos nada do que está escrito e isso acaba confundindo e até mesmo atrapalhando a conversa.
CARLA SUELLEN DOS SANTOS BARBOSA TURMA;443

Dados da Escola

Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio do Estado do Pará, localizada em Belém, no Cj. Satélite WE 5, s/n, fone: 3248-0743, temos 2200 alunos, divididos em 3 turnos, e em média 80 professores. Email do blog: donahelenaguilhon@gmail.com / Direção: Edson Motta/ Vice-Direção: Manhã- Eliana Ferreira , Tarde/ Noite- Alice Carvalho.